Os 10 melhores pluviômetros 2021

É difícil escolher o seu novo pluviômetro? Nós escrevemos isso Guia de compra especial de pluviômetro para te ajudar, com o TOP10 das melhores vendas do momento, testes, opiniões… Como em todos os nossos guias de compra, fizemos o nosso melhor para ajudá-lo a escolher o melhor pluviômetro!

Nossa seleção de pluviômetros

Guia de compra de pluviômetro

O pluviômetro está disponível em uma ampla escolha de modelos adaptados a todas as necessidades. Mas encontrar o caminho certo pode se tornar um pesadelo se você não souber em que basear. Nosso guia de compras e nosso Os 10 melhores pluviômetros 2018 será de grande ajuda em seu processo de compra. Nós os estabelecemos após uma série de testes e comparações.

Guia de compra: como escolher o melhor pluviômetro?

O pluviômetro faz parte da gama de dispositivos e instrumentos de medição meteorológica, incluindo o anemômetro, o barômetro ou o termômetro higrômetro. Isso efetivamente permite determinar a quantidade de chuva que caiu durante uma chuva torrencial.

Ao mesmo tempo, o pluviômetro estava confinado apenas aos campos de meteorologia, chuva e berçário. Este dispositivo de medição de chuva está atualmente encontrando seu lugar em jardineiros e fazendeiros. Em seguida, falamos de pluviômetro de jardim e pluviômetro agrícola. Eles ajudam muito na quantificação da precipitação, a fim de determinar se a irrigação é necessária ou não. Na verdade, algumas plantas têm necessidades específicas de água. Portanto, é melhor seguir o limite definido para garantir seu desenvolvimento adequado. Finalmente, ao respeitar esta regra de rega "mais verde", os jardineiros e agricultores também podem economizar dinheiro considerável.

Escolha seu pluviômetro de acordo com o uso desejado

Usar tal dispositivo é a primeira coisa que você deve considerar antes de decidir comprar um modelo. Portanto, você deve saber que os pluviômetros que você encontrará no mercado têm uma funcionalidade comum. Contudo, cada modelo é adaptado para um uso específico. Se, por exemplo, você trabalha com jardinagem ou é apenas um entusiasta, o pluviômetro manual é para você. Se, por outro lado, você é um profissional ou se trabalha na agricultura ou na meteorologia, o pluviômetro de leitura direta ou automática é mais adequado.

Aqui estão os resultados de nossos testes e comparações com os modelos oferecidos no mercado. Eles servirão como um guia para o melhor pluviômetro para sua vida diária.

Pluviômetro manual

O pluviômetro manual (ou de leitura direta) é o modelo mais básico. Ele vem na forma de um funil graduado, com uma faixa de medição bastante básica. Uma simplicidade que desperta o interesse de jardineiros e agricultores, amadores e profissionais.

Este dispositivo de medição de chuva também está provando Fácil de usar. Para determinar a quantidade de queda por metro quadrado, basta ler o nível de água que se depositou no funil. Notamos também a facilidade de instalação: você só terá que plantar o suporte no solo. Como bônus, aproveite as vantagens das taxas. Você pode comprar um pluviômetro manual por menos de 12 euros.

Pluviômetro automático

Em muitos aspectos, um pluviômetro automático é mais prático do que um pluviômetro manual. Você evitará efetivamente a tediosa tarefa de ler o nível da água da chuva no tanque, ou mesmo esvaziá-lo antes de uma nova medição.

Existem dois tipos de pluviômetros automáticos, a saber modelos padronizados e modelos não padronizados.

O chamado pluviômetro "normalizado" é encontrado em estações meteorológicas na França. É composto por dois baldes voltados para direções opostas. Na prática, um deles coleta a água da chuva e, uma vez cheio, se autodesvazia deixando seu lugar para o outro balde. A medição é, portanto, feita multiplicando o volume total dos baldes pelo número de vasilhames. Em alguns modelos, este último elemento é exibido claramente em uma tela LCD ou display eletrônico ou dial.

O pluviômetro não padronizado usa um medidor eletrônico que é usado para medir a quantidade de precipitação durante um período definido. Dependendo do modelo, tem, portanto, uma faixa de medição mais ou menos significativa. Durante uma sessão de medição, o pluviômetro não padrão transmite em tempo real para uma estação meteorológica localizada dentro de casa. Um aspecto prático que desperta o interesse de jardineiros ou agricultores que utilizam um sistema de rega automática. Por fim, o pluviômetro não padronizado está disponível em modelos alimentados por uma ou mais baterias, por energia solar ou ainda com aparelhos de medição como uma estação meteorológica.

Como escolher o melhor pluviômetro?

Nossos testes e comparações nos permitiram destacar as principais vantagens do pluviômetro eletrônico.

Extremamente preciso

Um pluviômetro eletrônico é alta precisão e, portanto, confiável. Seu princípio é baseado no sistema de balde. Equipado com um transmissor e um pulso eletrônico ou transmissor de ondas ultrassônicas, este envia sinais à estação meteorológica cada vez que o receptáculo é esvaziado automaticamente.

Para obter mais detalhes nos cálculos, alguns modelos de pluviômetro eletrônico também são equipado com todo um conjunto de sensores. Na verdade, a operação leva em consideração vários parâmetros, como pressão atmosférica, velocidade do vento, direção do vento, umidade relativa, taxa de evaporação e qualidade do ar.

Essa precisão explica o entusiasmo dos jardineiros pelo pluviômetro eletrônico. Ao ler os dados na tela LCD, eles podem saber a hora certa para regar, mas também a quantidade de água necessária.

Medição de temperatura

A utilidade de um pluviômetro eletrônico está longe de se limitar ao domínio exclusivo do cálculo da precipitação. Na verdade, também pode atuar como uma estação meteorológica no seu direito. Graças ao seu sensor de temperatura, você também pode medir a temperatura interna e externa usando tecnologia de alta precisão. Esses dados são muito úteis para os jardineiros que cultivam em estufas, onde a medição da temperatura e da umidade é de extrema importância. Em climatologia, este dispositivo de medição da precipitação também pode ser muito útil.

Conveniente

Alguns modelos de pluviômetros eletrônicos são associado a uma estação meteorológica sem fio, que permite o uso interno e externo. Eles são resistentes o suficiente para resistir aos elementos, mesmo quando o granizo bate. Esses dispositivos de medição são, portanto, ferramentas muito boas para fazer previsões do tempo. Além disso, na maioria dos casos, nenhuma manipulação de calibração é necessária.

Uso de pluviômetro

O uso de pluviômetro deve seguir algumas regras muito específicas. Porém, também é essencial conhecer seu princípio. Assim, para um pluviômetro convencional, durante as chuvas, este instrumento mede diretamente a quantidade de água da chuva. coleta água em uma espécie de tanque. Conforme a quantidade aumenta, um flutuador sobe e um estilete transcreve a água que sobe em uma espécie de diagrama. Quando o tanque está cheio, o esvaziamento ocorre por meio de um tubo denominado sifão. A água da chuva coletada irá então passar para um recipiente. Assim que o pluviômetro estiver vazio, a caneta é zerada e, a seguir, descreve uma linha reta de altura. O mesmo cenário se repetirá no caso de ocorrer outro aguaceiro.

Em outros modelos, a água é coletada na parte superior do instrumento de medição e depois vai acumular no tubo. Existe também uma espécie de tampa que impede a evaporação da água. A medição da precipitação pode então ser interpretada usando graduações.

Ainda é importante ressaltar que, como todos os instrumentos de medição de dados meteorológicos, podem ocorrer erros. Mas, em geral, são menos e não tem impacto sério na interpretação global. Na maioria dos casos, entretanto, existem certas regras que devem ser levadas muito a sério. Às vezes, os erros são o resultado de falhas de design. Os dados distorcidos mais comuns continuam sendo consequência de instalação e uso incorretos. O meio ambiente também é um fator que não deve ser considerado levianamente.

Quanto ao local onde será necessário instalar o dispositivo, o ideal é que seja instalado a pelo menos 0,5 m do solo e não deve ultrapassar uma altura de coleta de 2 m.Para obter informações, na Météo-France, a altura padronizada é de 1 m.Além disso, também é fundamental que você se certifique de que o solo é perfeitamente plano e o céu está bem exposto.Neste contexto, esteja ciente de que a presença de árvores ou qualquer outra coisa pode distorcer os dados meteorológicos que você deseja coletar.Se entrarmos em mais detalhes, a inclinação do terreno que vai acomodar o dispositivo não deve ultrapassar 19 °. instalado a uma distância quatro vezes maior que o obstáculo. Para dar um exemplo, se uma árvore de 2 m de altura estiver presente na área de instalação, você deve colocar seu dispositivo de medição a pelo menos 8 m deste obstáculo.

Em relação ao uso real, é importante que você saiba como interpretar as medições. Além disso, você precisará conhecer as melhores condições para evitar dados incorretos.

Como medir a quantidade de chuva?

No meio, as alturas de precipitação também são chamadas de lâminas de precipitação. Para medi-los dentro de um intervalo de tempo definido, o uso de um pluviômetro é o mais apropriado. Para fazer isso, diferentes etapas devem ser seguidas.

Instalação do pluviômetro

Como já mencionado acima, a edição é uma etapa particularmente importante, porque feita de forma incorreta, você corre o risco de distorcer todas as suas medições. Além de colocar seu instrumento para quantificar a precipitação em uma área bem aberta, você também precisará garantir luz solar suficiente. O principal risco é que a água coletada evapora em caso de altas temperaturas. Para a instalação, é claro, você terá que seguir à risca as recomendações do fabricante no manual do equipamento. Em geral, os instrumentos de medição deste tipo são fornecidos com um pé ou estaca para posicionamento a uma determinada altura. Observe, entretanto, que dependendo da marca e modelo, este acessório pode não estar incluído no pacote inicial.

Você também deve estar ciente de que se o seu pluviômetro estiver a apenas alguns centímetros do solo, respingos podem entrar. Além do risco de dados corrompidos, a lama também pode danificar seu dispositivo. Considere também a velocidade do vento na localidade ou região onde você planeja instalar o dispositivo. Além do mais, a força do vento varia dependendo da localização do pluviômetro em relação ao solo. E quando o vento sopra, a quantidade de água coletada pode mudar significativamente.

Medindo a quantidade de precipitação

Dependendo do modelo escolhido, as medições com este tipo de dispositivo podem ser feitas de forma automática ou manual. Os modelos manuais são equipados com um recipiente transparente em forma de cilindro com medidas e uma extremidade superior em forma de funil. Este aspecto particular permite para evitar o risco de evaporação de líquidos. Quando a chuva cai, a água se acumula no fundo do tubo cilíndrico. Na maioria dos casos, para saber as medidas, você terá que desinstalar o tanque antes de poder interpretar os dados fornecidos pelas graduações.

Para tentar facilitar, é possível dizer que a quantidade de chuva, altura da água ou precipitação corresponde à quantidade de água que foi coletada. O valor recebido é geralmente expresso em milímetros (mm) ou litro por metro quadrado (L / m²). Aqui é importante notar que um milímetro corresponde a um litro por metro quadrado. Além disso, você também deve saber que os modelos automáticos podem usar outros processos ou outra unidade de medida. Pode-se, por exemplo, encontrar o sistema de medição por princípio óptico, inclinando o balde ou por pesagem.

Além de poder estudar a precipitação, a chuva é uma técnica que nos permite planejar e antecipar em outras áreas. Pode-se falar entre outras coisas sobre a capacidade de um pluviômetro para avaliar a qualidade da chuva caída e em vários estudos climatológicos.

mais vendido

Dernière mise à jour : 2021-07-25 02:31:12